Seguidores

Ola ! quer falar comigo?

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

NO DIVÃ DE DEUS








A palavra Stress, tal como hoje é empregada, nos foi emprestada da engenharia, e define a pressão máxima que um objeto suporta sem se deformar. Portanto, Stress, é um sinalizador de limites.

Do ponto de vista do comportamento humano, o Stress se refere ao limite máximo de pressão que um organismo suporta. A pessoa stressada está com suas dimensões orgânicas e psíquicas alteradas; fora dos padrões normais de funcionamento.

Sendo uma doença própria do homem, o Stress, não somente produz deformações, mas também, denuncia outras tantas produzidas dentro do próprio homem, pela não compreensão do verdadeiro sentido da existência.

A primeira grande deformação se dá no plano dos valores. O homem é muito mais do que uma máquina bio-psíquica. Somos muito mais do que um organismo com vontade, sentimentos e inteligência. Temos uma dimensão espiritual. Esta é a dimensão do nosso ser que transcende o biológico e psíquico, vai além do tempo, espaço e da matéria.

O Stress é, em última instância, uma síndrome da materialização da existência. O homem tornou-se escravo de um desejo incontido de possuir, de um medo crônico de perder, e de uma ansiedade doentia em relação ao dia do amanhã. Relegou a um plano secundário a sua espiritualidade e tornou-se escravo do ter. Vive engustiado. Está doente!

A solução para o problema do Stress está no divâ de Deus. Mais do que auto-ajuda, o homem precisa da ajuda do alto. O homem não pode prescindir de Deus. A sintonia entre a alma do homem e o Espírito de Deus é a única real possibilidade de superação do complexo bio-psíquico, pois a dimensão última do ser humano é espiritual.


Quando então o homem deita-se no divã de Deus? Quando começa a orar; exercitando a fé, a confiança, o louvor e a esperança. A oração abre caminhos para as intervenções de Deus. Ela nos coloca nas infinitas possibilidades do mundo espiritual, para além dos limites do bio-psíquico.

Contudo, é presico orar com fé. Crer e ter fé não são a mesma coisa. A fé que remove montanhas não é aquela que sabe que Deus existe; mas, é aquela que, além de saber, interage com Deus. Sintoniza com Ele. Esta experiência de fé, que transcende a manipulação dos processos mentais, capitula o ser na direção de um relacionamento com Deus, pleno de possibilidades.

Hoje, Jesus diria com toda propriedade: "vinde a mim, vós que estais cansados e stressados, e vos aliviarei". A presença de Deus é o alívio que nos falta!



Pr. Estevam Fernandes de Oliveira

2 comentários:

Sandra F. disse...

Belíssimo, Ismaelita.
Bjs.

Wilzen R. Filho disse...

Olá querida, olha só. Vim dar uma olhada em seu blog pois percebi que tem um tema evangélico, refexivo e tal, mas acabei achando muuuuito necessário dar umas dicas, se vc achar válidas, claro! Seu blog tem seguidores, leitores fiéis, mas parece que a sua estrutura não esta contribuindo muito para que outros leitores, talvez mais exigentes, se tornem seguidores seus. Não seria interessante mudar o fundo de seus posts? Esta complicado para ler querida, confusa (não o texto)as cores de fundo, eu mesmo tive que fazer um considerável esforço visual para ler este excelente texto. Deixe com que seus leitores decidam se quer ou não ouvir música, é incômodo em certas circunstâncias entrar numa página e tomar um susto com um som de fundo inesperado, pense em quem esta no trabalho, num ambiente silencioso, num quarto ao lado da esposa, numa faculdade. Olha, só estou escrevendo isso pq acredito que seu blog tem um conteúdo excelente e por isso precisa ter um layolt compatível. Você precisa de ajuda para fazer mudanças e ajustes? Pd ter certeza, não sou a pessoa indicada para isso, mas posso sim lhe ajudar no que puder, portanto estou as ordens. Abraço e que Deus lhe abençõe. Excelente texto.
http://vitrine2009.blogspot.com

http://minhaliteraturablog.blogspot.com