Seguidores

Ola ! quer falar comigo?

quinta-feira, 25 de março de 2010

A oração da Rainha Ester foi um clamor pela vida







Oração de Ester

12Também a rai­nha Ester, possuída de uma an­gústia mortal, recorreu ao Senhor.

13Depôs as suas vestes luxuosas e vestiu rou­pas de aflição e pesar. Em lugar das essências preciosas, cobriu a cabeça de cinza e pó e humi­lhou-se. O seu corpo, que antes sentia prazer em ador­nar, cobriu-o com os cabelos des­­grenhados.

14E dirigiu esta prece ao Se­nhor, Deus de Israel:

«Meu Deus, meu único rei, assiste-me no meu desamparo, pois não tenho outro socorro senão a ti,

15por­que vou pôr a minha vida em risco.

16No seio da família, ouvi desde crian­­ça, Senhor, que escolheste Is­rael entre todos os povos, e os nossos pais entre todos os seus antepas­sa­dos, para fazer deles a tua herança perpétua, e que cumpriste todas as promessas.

17E agora, porque pecá­mos na tua presença, entregaste-nos nas mãos dos nossos inimigos,

18por termos adorado os seus deuses.

Tu és justo, Senhor.

19Mas eles não se contentam com impor-nos dura ser­­vi­dão. E, colocando as mãos sobre os seus ídolos,

20juraram abolir o que Tu decretaste, aniquilar a tua he­rança, fechar a boca daqueles que te louvam, extinguir a glória do teu tem­­­plo e do teu altar,

21a fim de pro­cla­mar, pela boca dos gentios, o poder dos seus ídolos e de exaltar para sem­pre um rei de carne.

22Ó Senhor, não entregues o ceptro aos que não são nada, para que não se riam da nossa ruína! Faz cair sobre eles os seus planos e derruba aquele que primeiro nos atacou.

 23Lembra-te de nós, Senhor. Mani­festa-te no dia da nossa tribu­lação e dá-me coragem, Senhor, rei dos deu­ses, dominador de todos os poderes!

24Coloca nos meus lábios, quando esti­ver na presença do leão, pala­vras apropriadas e muda o seu coração em ódio contra aquele que nos é hos­til, a fim de que pereça com todos os seus partidários.

25Livra-nos com a tua mão e as­siste-me no meu abandono, a mim, que não tenho senão a ti, Se­nhor. Tu conheces tudo!

26Sabes que detesto a glória dos ímpios e tenho horror ao leito dos incir­cuncisos e estran­gei­ros.

27Sabes que só por necessidade estou onde estou, e que detesto as insígnias da dignidade que levo sobre a minha cabeça nos dias em que devo aparecer em pú­blico. Sim, eu as abomino como um pano manchado e não as levo nos dias do meu recolhi­mento.

28A tua serva não comeu à mesa de Haman nem honrou com a sua presença os banquetes do rei, nem bebeu o vinho das libações.

29Ja­mais se alegrou a tua serva desde o dia da sua eleva­ção até hoje, a não ser em ti, Senhor, Deus de Abraão.

30Ó Deus, poderoso sobre todas as coisas, ouve a voz dos desampa­rados e livra-_-nos das mãos dos perversos, e a mim livra-me desta minha angús­tia.

Ester 4

3 comentários:

Principe Encantado disse...

Muito bonita esta passagem professora, obrigado por mais este belo momento de leitura.
Abraços forte

lison disse...

QUE POST FANTÁSTICO!
AMIGA ISAMELITA,

Estou um pouco atrasado com as visitas, mas, sempre que posso acompanho as suas postagens, e, sobretudo, reflito o potencial de ensinamentos que as mesmas proporcionam para nossa melhoria, para o meu aprendizado e isso para mim é muito importante. A sua mensagem é repleta de conhecimentos, favoritei e vou reler, pois, há uns versículos que faço questão de estudar.
Parabéns por mais um magnífico post!
Abraços,
LISON.

Josiel Dias disse...

Olá meus irmãos, Graça e Paz.

Como foi bom conhecer este espaço tão edificante.
Aprendendo uns com os outros crescemos na graça e no conhecimento.
Gostaria também de compartilhar uma "Mensagem Edificante para Alma"
http://josiel-dias.blogspot.com/

Josiel Dias
Cons Missionário
Congregacional
Rio de Janeiro