Seguidores

Ola ! quer falar comigo?

domingo, 7 de março de 2010

Maria e Marta duas mulheres com personalidades diferentes







Ao ler o artigo do Pr Iraiton Melo no Jornal pequeno , pude refletir sobre duas Mulheres que possuem personalidades diferentes Marta e Maria ,o texto mostra-nos a importância do que é primário e secundários em nossas vidas.

A historia de Maria e Marta é muito conhecida contada e recontada muitas vezes ,mas todas as vezes que lemos esta narrativa bíblia encontrada em Lucas 10 :38 a 42, trazemos lições especiais para a nossa vida diária .

"Vamos refletir hoje sobre uma dificuldade que está por detrás da maioria dos nossos problemas pessoais: a dificuldade que temos de identificar o que é primário e o que é secundário em nossas vidas e equilibrar o essencial e o funcional''.

Para isso, vamos analisar a história dois tipos de personalidades, duas características de comportamento, dessas duas mulheres denominadas de Marta e Maria.


Observe os dois comportamentos diferentes:

- comportamento ascético, contemplativo e carola de Maria

- comportamento ativista, combatente e secularizado de Marta.

'' Entendi que a questão, aqui, está relacionada à nossa capacidade de equilibrar as coisas; de saber discernir o primário do secundário, o essencial do funcional. Assim, compreendi que Marta e Maria não são modelos de comportamentos isolados, a serem adotados individualmente, como se alguém pudesse viver a vida toda contemplando ou a vida toda trabalhando.’’

''Marta e Maria são modelos comportamentais inseparáveis, que representam as nossas ambigüidades, nossos equívocos, nossas imprecisões e nosso jeito confuso de viver, colando em primeiro plano aquilo que deve estar em segundo plano e em segundo plano, aquilo que deveria vir em primeiro plano. Vamos dar uma chegadinha aqui na casa de Marta e Maria? Veja o que está acontecendo'':

1. Jesus está sala sentado, ensinando, e Maria, aos seus pés, ouve atentamente cada palavra dita por Jesus.

2. Marta, em função da visita ilustre de Jesus, corre para dar uma geral na casa e preparar alguns deliciosos quitutes.

3. Lá pras tantas, Marta se dá conta de que está fazendo tudo sozinha, enquanto Maria, "joga conversa fora" com Jesus - em sua percepção, claro.

4. Marta se aproxima de Jesus e solta o verbo: - O senhor não se importa que a minha irmã me deixe sozinha com todo este trabalho? Mande que ela venha me ajudar.

5. Jesus olha para Marta e responde: Marta, Marta, você está agitada e preocupada com muitas coisas, mas apenas uma é necessária! Maria escolheu a melhor de todas, e esta ninguém vai tomar dela.

6. Jesus não está dizendo a Marta que ela está errada e que Maria está certa. O que Ele está dizendo é que estão havendo comportamentos díspares, desiguais, diferentes, que precisam ser compreendidos.

Aplicação para nossa vida

Os comportamentos de Marta e Maria nos habitam, como numa representação clássica dos conflitos entre a natureza humana (carnal) e a natureza espiritual. E sempre geram muita desordem quando não são bem gerenciados.

Todos nós vivemos momentos na nossa vida, em que hora somos "Maria": contemplativos, cheios de fé e de bondade, sempre aos pés de Jesus em oração, lendo a Bíblia, testemunhando de Jesus até pra quem já é cristão... Outra hora somos "Marta", sem tempo para Deus, demasiadamente ocupados com inúmeros afazeres, vivendo sob a tirania do urgente.

Como resolver isso? Para resolvermos isso precisamos encontrar o equilíbrio entre o primário e o secundário, entre o essencial e o funcional; isso em todas as áreas da nossa vida: espiritual, familiar, profissional, comunitária...

O que é primário:

- a casa ou família que nela habita?

- O desempenho do filho na escola ou o filho?


-O emprego ou os benefícios sociais que ele gera?

O que é primário?

Arrumar a casa é importante, mas curtir a família é mais ainda.

Acompanhar o desempenho escolar do filho é importante, mas ouvir o que ele tem a dizer é mais importante ainda;

ser um profissional padrão é importante, mas agir de maneira ética e respeitar às pessoas que trabalham com você, é mais ainda;

fazer coisas é importante, mas compreender por que as fazemos é mais importante ainda

. ***** "As coisas mais importantes nunca devem ficar à mercê das menos importantes", diz um pensador do nosso tempo (S. Covey).

Pense um pouco: se as coisas mais importantes devem vir primeiro, porque não fazemos primeiro o mais importante? Qual a razão desse descompasso?

CONCLUSÃO

Um amigo me disse: "não são as coisas primárias ou essenciais que complicam as nossas vidas, e sim as secundárias, quando não sabemos colocá-las no devido lugar".

De fato. Você nunca ouviu um crente reclamando por ter passado mais tempo com Deus em oração e lendo a Bíblia; ou uma família reclamando porque, nesta semana, tivemos mais momentos de curtição e comunhão do que de costume; ou uma esposa reclamando porque o marido apareceu com a mania de ouvi-la atentamente, deixando em segundo plano a final do campeonato e o seu time do coração.

POR FAVOR, PENSE NISSO:

1. De tudo o que você faz hoje, o que é primário e o que secundário?

2. Marta ou Maria? Qual tipo de comportamento tem prevalecido em seu estilo de vida?

3. Se as coisas mais importantes devem vir primeiro, porque você não consegue fazer primeiro o mais importante?

Qual a razão desse descompasso?

Leia o artigo na integra em:

http://www.jornalpequeno.com.br/2008/7/7/Pagina82104.htm

4 comentários:

lison disse...

Que Post Fantástico!
Amiga ISMAELITA, ler as suas mensagens é ter a certeza de acessar uma fonte inesgotável de sabedoria. O texto além de ser conscientizador, nos baliza amostrando os caminhos da sensatez, humildade e reflexão. Sem reflexão não devemos dar um passo.
Parabéns por mais um lindo Post!
Abraços,
LISON.

Principe Encantado disse...

Professora excelente texto, muito bom para refletir em qual posição estar.
Abraços forte

arte-e-manhas-arte disse...

Olá Isma,

Belo texto! Na sua essência concordo totalmente. A história de Marta e Maria mostra-nos que devemos estar abertos e equilibrar o nosso temperamento e comportamento.

Beijos
Luísa

Lilian disse...

Olá querida amiga Isma,

Parabéns pelo magnífico estudo de Marta e Maria.
O texto é bem reflexivo e cada leitor deve fazer sua análise e verificar as suas prioridades e escolher ser Marta ou Maria ou anda mesclar as duas.
Gostei muito, aula magistral.
Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian