Seguidores

Ola ! quer falar comigo?

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Abuso sexual infantil,denucie













http://www.portaladventista.org/quebrandoosilencio/


Abuso sexual infantil


Campanha Quebrando o Silêncio"- Blogagem Coletiva, Leia o artigo e mantenha-se informado.

É uma das formas mais graves de maltrato infantil, consiste na utilização de um menor para satisfação dos desejos sexuais de um adulto, encarregado dos cuidados da criança ou alguém no qual este confie. Qualquer tipo de aproximação sexual inadequada que aconteça entre menores de diferentes etapas evolutivas e/ou o uso de algum tipo de coerção (física ou emocional), também se considera abuso sexual.

O abuso sexual reiterado não distingue classe social, nem nível sócio-cultural, constitui um dos traumas psíquicos mais intensos e tem conseqüências sumamente destrutivas na personalidade da vítima.

Os indicadores específicos de abuso sexual infantil são:

Físicos

• Lesões nas zonas genital e/ou anal
• Sangramento pela vagina e/ou pelo ânus
• Infecções do trato genital
• Gravidez
• Qualquer um dos indicadores anteriores junto com hematomas ou escoriações no resto do corpo, como conseqüência do maltrato físico associado

Psicológicos

• Relato da vítma

Em crianças em idade pré-escolar também podem ser indicadores: condutas hipersexualizadas e/ou auto-eróticas; transtornos do sono (pesadelos, terrores noturnos); condutas regressivas; enurese; retração social; temores inexplicáveis ante pessoas ou situações determinadas.

Também podem ocorrer mudanças bruscas no rendimento escolar; problemas com figuras de autoridade; mentiras; fugas de casa; fobias; excessiva submissão frente ao adulto; coerção sexual dirigida a outras crianças; queixas somáticas (dores de cabeça e abdominais); delinqüência.

Nos adolescentes alguns indicadores de abuso sexual são: prostituição; coerção sexual dirigida à crianças; promiscuidade sexual; uso de drogas; condutas auto-agressivas; delinqüência; excessiva inibição sexual; anorexia e bulimia.

Seqüelas e reabilitação

Os maus tratos na infância deixam seqüelas no desenvolvimento emocional das vítimas e se tornam praticamente irreversíveis quando o maltrato for crônico. Entre os antecedentes de jovens e adultos com transtornos graves de personalidade (neuróticos), encontra-se sempre alguma forma de maltrato na infância e na adolescência.

Segundo especialistas, nos casos de maltrato físico, emocional e negligência, a reabilitação familiar é possível em 70 ou 75%, sempre que se cumpram os tratamentos indicados. Nos casos de abuso sexual a possibilidade de reabilitação é variável, porque com freqüência se torna impossível restabelecer a convivência.

É muito importante, quando se suspeita ou se confirma o maltrato infantil, avaliar o grau de risco familiar antes que a criança volte para casa. Isto requer tempo e a intervenção de uma equipe interdisciplinar especializada composta de médicos, psicólogos, assistentes sociais e advogados.

Por outro lado, o assessoramento e a intervenção planificada a nível governamental e comunitário são fundamentais para evitar que as vítimas fiquem expostas a uma situação de risco pior que o motivo da consulta.

Fonte:

http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=3205&ReturnCatID=1800





Você criança ,adolescente ou jovem que sofreu algum tipo de agressão ,lembre-se que
’’ Jesus te ama", quer te ver bem e feliz então denucie

2 comentários:

Danilo Fernandes disse...

Ola irmá Ismaelita!

Estava eu procurando novos blogs para divulgar o meu e... Surpresa boa! Achei seu blog! Parabéns pelo trabalho e qualidade dos posts.

E, aproveitando, apresento o Genizah: Um blog cristão diferente que oferece ótimo conteúdo protestante, muito humor e bom combate às heresias e ao sincretismo que vem solapando a igreja evangélica.

Vamos nos seguir. Te vejo por lá!

A Paz e o Bem!

Abraços,

Danilo Fernandes

http://www.genizahvirtual.com/

lison disse...

SAUDAÇÕES!
AMIGA ISMAELITA,
Maravilha!
Todo e qualquer abuso e atos que viole física, psicologicamente e demais sentidos contras as crianças e ou seres humanos e qualquer forma de vida devem ser denunciados sob pena de indiretamente comungarmos com tais procedimentos.
O silêncio deve necessariamente ser rompido, pois, as vítimas carregarão por toda uma vida as seqüelas de tais acontecimentos.
Parabéns pelo Post!
Abraços!
LISON.